Agenda

Transmissão Online

Um Breve Relato Histórico

No decorrer do ano de 1,909 desembarcam na então "Vila da Concórdia" - hoje, cidade de Suzano -, um casal de missionários americanos, Rev. Carl William Cooper e sua esposa D. Sara Chambers Cooper.

Depois de uma breve passagem pelo Sertão da Bahia, de onde trouxeram uma pequena menina órfã que haviam adotado, fundaram aqui um pioneiro orfanato que denominou-se "Blossom Home"- hoje conhecido por "Lar das Flores". Ali foi desenvolvido um importante trabalho social, considerando a época em que isso se deu.

Em 9 de junho de 1.917, naquele local (Blossom Home) foi então, informalmente fundada a "Igreja Evangélica de Suzano", sob a direção do Rev. Cooper, que já carinhosamente era chamado de "Daddy"(em inglês significa papai), contando com apenas três membros. No ano de 1.937 alugou-se um salão na Rua General Francisco Glicério, 170, para abrigar a jovem Igreja com 30 membros no rol e, em 09 de junho de 1.937, foi realizado seu primeiro culto.
Na data de 21 de julho de 1.943 realiza-se a "Assembléia Extraordinária"para organização da Igreja Evangélica de Suzano, ainda sob direção do Rev. Cooper, que nessa data foi auxiliado na condução dos trabalhos pelo Rev. Calvino Louzada Leite. Nesse dia, entre outras, estavam representadas as famílias: Marcolongo, Rega, Cardoso dos Santos, Araújo, Sanches, Peres, Calixto, Santos, Oliveira, Domingos, Vieira, Bonfim, Souza, Iglesias e Moreira.

Em 3 de fevereiro de 1.946 já na Rua Benjamin Constant, 579 é consagrado a Deus o seu Templo. No transcorrer de sua história, essa Igreja desenvolveu seus trabalhos contando com a colaboração da Igreja Holiness e Missionária, permanecendo, porém desassociada de qualquer denominação.

Paralelamente, no ano de 1.959 a Igreja Presbiteriana de Guaianases, iniciou um trabalho em um dos bairros de nossa cidade, de onde originou-se a Igreja Presbiteriana de Suzano. Esta foi organizada em 13 de fevereiro de 1.972, no endereço da Rua Amélia Guerra, n° 17 no bairro de Vila Amorim, com o arrolamento de 38 membros. Já com a Igreja Evangélica de Suzano, uma insatisfação começou a surgir no decorrer dos anos. Após o falecimento do Daddy e da passagem do saudoso pastor auxiliar, Rev. Ercias Alves de Melo, a igreja ressentiu-se da dificuldade em convidar pastores para estarem à frente de seus trabalhos, uma vez que se tratava de um trabalho isolado, sem vínculos com as grandes denominações.

Foi então que surgiu o interesse pela Igreja Presbiteriana do Brasil através do Rev. Saulo Conde, agora filiado à IPB, mas que já havia pastoreado a Igreja Evangélica quando esta trabalhava em conjunto com a Igreja Missionária.

Após diversos contatos mantidos com o referido pastor, em 22 de junho de 1.974 realiza-se a Assembléia de Organização da "Igreja Presbiteriana Central de Suzano", estabelecida à Rua Benjamin Constant, 579 - sob a direção da Comissão Executiva do Presbitério Paulistano (PLIS), quando foram arrolados 79 (setenta e nove) membros. A cidade de Suzano passou assim a possuir dois trabalhos presbiterianos, até que depois de uma acurada avaliação por ambas as partes, decidiu-se pela união das duas Igrejas, o que se deu no dia 28 de junho de 1.975 em uma assembléia conjunta, originando a Igreja Presbiteriana Unida de Suzano, que contou com 136 membros comungantes.

Esta Igreja sempre cultivou a preocupação com o trabalho Missionário (uma vez que ela mesma é fruto de Missões), com a fiel pregação da Palavra de Deus e com uma liturgia séria e conservadora.